No Brasil, milhões de brasileiros estão com dívidas em atraso. Veja como limpar o nome em 2 passos e sair dessa sem estresse.

1º Consulte seu CPF

Antes de tudo é preciso saber exatamente qual é a sua dívida. Sim, existem muitas pessoas que estão negativadas e não sabem. Pode acontecer de você mudar de endereço e se esquecer de avisar alguma empresa. Pode ser a empresa de gás, um cartão de mercado ou boleto de alguma loja que você comprou há muito tempo.

A gente já ensinou aqui no blog como consultar seu CPF, acesse aqui e veja como.

Ao checar seu CPF você fica sabendo exatamente quanto e para quem está devendo. Esse é o melhor jeito de organizar as contas para uma negociação.

2º Negocie a dívida!

Se você consultou seu CPF e viu que está com dívidas. E agora? Um jeito fácil de se livrar das dívidas é negociar pelo.

Se você se sente despreparado para enfrentar essa situação, fique tranquilo. Temos dicas para negociar suas dívidas e sair do sufoco, acesse aqui e veja o que já falamos sobre negociar suas dívidas.

O prazo que as empresas têm para retirar a dívida do seu CPF e deixar o seu nome limpo é de 5 dias úteis após o pagamento. Além disso, a empresa também precisa entregar um recibo de que o valor foi quitado.

Como saber se tenho dívidas além do que posso pagar?

A pessoa super endividada é aquela que tem dívidas muito acima da sua capacidade mensal de pagamento e, como solução, usa o crédito no dia a dia para se sustentar.

Sempre há sinais que aparecem antes do descontrole das suas contas e é importante reconhecê-los para tomar uma atitude antes que isso aconteça. Preste atenção se você:

  1. Anda comprando a prazo coisas que antes comprava à vista,
  2. Passou a usar o cheque especial para cobrir as despesas básicas,
  3. Paga apenas o mínimo do cartão de crédito,
  4. Está resgatando o dinheiro da poupança ou pedindo ajuda de um parente para pagar a parcela de um empréstimo,
  5. Anda deixando de pagar contas essenciais como luz, água e gás.

Minha dívida é muito alta, o que eu faço?

Quando a dívida é muito alta, se você foi adquirindo muitas dívidas ao longo do tempo ou se você emprestou seu nome e a dívida saiu do controle, pode ser que a solução seja difícil. Se você está em uma situação em que mal consegue pagar suas contas básicas, como alimentação, moradia e transporte, você pode estar super endividado.

Isso acontece quando o que você ganha é menor do que a dívida total. Mas, não desanime. Vamos te ajudar! Veja algumas dicas para esse caso.

Cheque especial ou cartão de crédito?

Os juros tanto do cartão de crédito quanto do cheque especial são MUITO, mas muito altos. No caso do cartão de crédito, se você optar pela parcela mínima, no mês seguinte a fatura vai vir MUITO maior. Por ano, a média dos juros do rotativo é maior que 400%. Para evitar isso, o governo até mudou as regras do cartão de crédito, mas segue perigoso e se você demorar muito para quitar a fatura total, você estará pagando apenas juros sem se livrar da dívida.

Então, na hora de escolher como pagar, respire fundo e fale com o gerente do banco, veja se não vale a pena pedir um empréstimo consignado e negocie o pagamento para quitar de uma vez ou tente um empréstimo com juros mais baixos. Assim, você troca uma dívida com juros muito altos, por outra com juros menores. Fica mais fácil de controlar, organizar e se livrar da dívida de uma vez.

Limpou seu nome? Agora é hora de poupar mesmo!

Quando as contas saem do controle, é preciso parar tudo. Sim, começar do zero sem se desesperar. Faça um planejamento detalhado de tudo o que você ganha e tudo o que você gasta. Organize o orçamento da sua família de uma forma simples e veja quanto você pode poupar por mês, procure uma renda extra, faça economia, junte as moedinhas. Tudo nessa hora ajuda a reunir o valor necessário para quitar sua dívida.

Olha que já conversamos aqui no blog sobre Como organizar seu orçamento. Acesse aqui.

Antes de fechar uma negociação, faça o seu orçamento doméstico, considerando as entradas de dinheiro e o que você precisa para manter suas despesas básicas. Assim, você terá clareza sobre o valor mensal com o qual poderá contar para pagar o que deve. Só assine um acordo que possa, de fato, cumprir.

Se a empresa não aceitar a sua proposta, busque ajuda do setor de mediação ou conciliação em um órgão de defesa do consumidor ou de defensoria pública para renegociar o pagamento.

O importante é não se desesperar e perseverar no processo de sair do vermelho!

Bons motivos para limpar o nome:

Ter controle da vida financeira é bem mais vantajoso do que se perder nas dívidas. Veja alguns benefícios reais para manter o nome limpo:

  • Ter uma vida mais saudável: quem está com a vida financeira em ordem tem mais tranquilidade, dorme melhor e adoece menos.
  • Relações de qualidade: o descontrole financeiro é uma das principais causas de separação de casais. Ser transparente com sua família com relação às dívidas pode ajudar a trazer mais harmonia para sua casa.
  • Produtividade no trabalho: estar em dia com as contas faz grande diferença em outras áreas da sua vida, como o trabalho. Além de maior confiança em uma entrevista de emprego, você pode se concentrar melhor nas tarefas profissionais se não tiver que se preocupar com dívidas.
  • Construir uma história positiva: Além de prover uma análise de crédito mais justa, algumas instituições podem vir a oferecer taxas de juros menores para quem integra o Cadastro Positivo. O serviço é gratuito.

Seu nome é sua história, um bem do qual você e sua família devem sempre se orgulhar. Conte conosco para superar seus desafios e deixar sua marca positiva na sociedade.

Continue nos acompanhando e veja dicas de como manter sua vida financeira em dia.

Fonte: < https://www.serasaconsumidor.com.br/ensina/seu-nome-limpo/como-limpar-o-nome-na-serasa/ > Acesso em: 29/08/18 ás 10h17.