Depois de um ano desafiador, é hora de se preparar para não cometer os mesmos erros financeiros no próximo ciclo. Veja por onde começar:

Parece difícil de acreditar, mas 2020 está chegando ao fim. O ano que colocou à prova a resiliência de empreendedores e as finanças das empresas deixou lições importantes para a reinvenção dos negócios, mas a pandemia está longe de acabar. Por essa razão, o desafio agora é equilibrar as contas para iniciar o próximo ciclo no azul.

Confira algumas dicas para que empreendedores consigam entrar em 2021 com as finanças saudáveis:

1. Separe as contas da empresa do seu orçamento pessoal

Essa é a primeira e mais valiosa regra que todo micro, pequeno e médio empresário precisa ter em mente. De acordo com a especialista, ainda é bem comum que as finanças se misturem, especialmente no começo da operação, e isso faz com que toda a estrutura de custos possa ser comprometida.

2. Fortaleça o caixa da sua empresa

Ikedo sugere que o empreendedor mantenha um capital de giro investido em ativos líquidos, com baixa volatilidade, como CDBs de alta liquidez, fundo DI ou ainda Tesouro Selic, que pode ser adquirido no mercado secundário. “Esses recursos são essenciais quando passamos por momentos turbulentos, como o atual, em que a pandemia da Covid-19 ainda está em cena e sem prazo certo para se retirar”, explica.

 

LEIA TAMBÉM: 4 DICAS DE COMO INVESTIR DINHEIRO

 

 

 

Fonte: revistapegn.globo.com/Administracao-de-empresas/noticia/2020/12/5-dicas-para-comecar-2021-com-financas-da-sua-empresa-no-azul> Acesso em: 16/12/20